Síria/Crise Política

Presidente da Síria assina fim do estado de emergência no país

Presidente da Síria em pronunciamento na televisão durante o anúncio das medidas no fim de semana.
Presidente da Síria em pronunciamento na televisão durante o anúncio das medidas no fim de semana. Reuters
Texto por: Silvano Mendes
2 min

Bachar Al Assad assinou nesta quinta-feira um decreto suprimindo o estado de emergência em vigor no país desde 1963. Essa era uma das principais reivindicações dos manifestantes que saíram às ruas nas últimas semanas. Um novo protesto está previsto para esta sexta-feira na Síria.

Publicidade

Além do fim do estado de emergência, o presidente sírio assinou a abolição da Corte de Segurança do Estado e promulgou uma série de mudanças na regulamentação das manifestações no país. Com as medidas, Bachar Al Assad cumpre algumas das promessas feitas no sábado passado, numa tentativa de acalmar os protestos que tomaram conta da Síria nas últimas semanas.

O estado de emergência estava em vigor no país há 48 anos e controlava parte da vida jurídica, administrativa e pessoal da população. A lei proibia reuniões públicas, impedia a saída do país sem autorização oficial e possibilitava a prisão de cidadãos suspeitos de ameaçarem a segurança síria, além de permitir o uso de escutas telefônicas.

Vários representantes da comunidade internacional elogiaram a decisão de Bachar Al Assad, mesmo se parte da oposição continua cética. Considerando as medidas promulgadas como insuficientes, os opositores ao regime do presidente prometem organizar novas manifestações nesta sexta-feira.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.