França/EUA

Funcionário francês tira foto com passaporte de Obama e é suspenso

Barack Obama durante sua passagem pela França.
Barack Obama durante sua passagem pela França. Reuters

Um responsável da alfândega francesa foi suspenso do cargo após ter tirado uma fotografia segurando o passaporte de Barack Obama. Uma brincadeira que não agradou as autoridades norte-americanas, que reclamaram imediatamente junto às autoridades de Paris. 

Publicidade

O episódio ocorreu no aeroporto Deauville Saint-Gatien, quando o presidente dos Estados Unidos desembarcou na França para participar da reunião de cúpula do G8 em Deauville, em 26 de maio. O diretor regional da Alfândega, responsável pela recepção dos representantes da comitiva norte-americana, aproveitou o momento de carimbar o passaporte do presidente Barack Obama para tirar uma foto segurando o documento.

A brincadeira não agradou a comitiva norte-americana, que viu a cena e reclamou com as autoridades francesas. O funcionário foi suspenso do cargo “imediatamente”, segundo a direção de comunicação da Alfândega. Oficialmente a suspensão do funcionário deve durar duas semanas, mas segundo Philippe Bock, representante sindical da categoria, o diretor deve ser alvo rapidamente de uma “mutação de serviço”.

Normalmente o controle de passaporte é realizado pela Polícia das Fronteiras. Mas em razão do tamanho do avião da comitiva norte-americana, o Air Force One, a aeronave de Barack Obama, não aterrissou no aeroporto de Deauville, como os demais participantes do G8, e sim em um terreno próximo. Por essa razão o controle dos documentos foi feito pelos funcionários da Alfândega, que executam esse tipo de função em aeroportos com pouco tráfego.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.