Linha Direta

Itália está indignada com decisão sobre Battisti

Áudio 04:23
Primeiro-Ministro italiano, Sílvio Berlusconi, contesta decisão do Supremo Tribunal Federal
Primeiro-Ministro italiano, Sílvio Berlusconi, contesta decisão do Supremo Tribunal Federal Reuters

Os políticos, a imprensa e a opinião pública da Itália estão decepcionados com a decisão do Supremo Tribunal Federal no Brasil de não extraditar o ex-ativista Cesare Battisti. O primeiro-ministro Silvio Berlusconi expressou “amargura e rancor” pelo que ele considerou "uma escolha contrária ao senso de justiça mais elementar.” A Ministra da Juventude Giorgia Meloni disse que a libertação de Battisti foi “um tapa na cara" das instituições italianas. Partidos de esquerda e direita italianos foram unânimes na defesa pela extradição de Battisti, o mesmo acontecendo com a opinião pública, que mostrou sempre consenso em considerar Battisti "um terrorista". Ouça no Linha Direta o comentário de nossa correspondente em Roma,  Paula Schmitt.