O Mundo Agora

A Turquia virou um reduto da oposição síria

Áudio 05:29
O primeiro-ministro turco, Recep Tayyip Erdogan
O primeiro-ministro turco, Recep Tayyip Erdogan Reuters

“O primeiro-ministro turco, que acaba de obter um triunfo eleitoral, não teve papas na língua. Recep Tayyip Erdogan fez questão de condenar a repressão na Síria acusando o regime de Bachar Al Assad de cometer “atrocidades” e ter um comportamento “selvagem” e “inumano”. E a Turquia foi ainda mais longe, permitindo a realização, na cidade turca de Antália, do primeiro grande congresso de opositores ao regime de Damasco Mas também abrindo as fronteiras para os refugiados que fogem dos massacres, prisões em massa e torturas perpetradas pelas tropas sírias, comandadas pelo irmão de Bachar, Maher, denunciado nominalmente por Erdogan.”Ouça a crônica de política internacional de Alfredo Valladão.