Fato em Foco

Em meio a crise, Grécia vive mais uma greve geral

Áudio 04:53
Os gregos se mobilizam novamente contra o plano de austeridade do governo.
Os gregos se mobilizam novamente contra o plano de austeridade do governo. REUTERS/Pascal Rossignol

A Grécia vai funcionar em marcha lenta nesta quarta-feira, devido a mais uma greve geral convocada pelos principais sindicatos do país para protestar contra as medidas de austeridade adotadas pelo governo. Com uma dívida estrondosa que corresponde a 150% de seu Produto Interno Bruto (PIB), a Grécia atravessa uma das piores crises das últimas décadas.O empréstimo de 110 bilhões de dólares concedido pelo FMI e países europeus se mostrou insuficiente para estabilizar as contas do país. Ontem, os países credores reunidos em Bruxelas estudaram novas soluções para a crise da dívida, como, por exemplo, a participação do setor privado, defendida pela Alemanha, ou o aumento do prazo para reembolso.Para piorar ainda mais a situação, a agência de classificação de risco, Standard & Poor's rebaixou para CCC a nota de risco da Grécia, a pior nota atribuída atualmente pela agência a um país. O analista Mark Mrsnik, da Standard & Poor's, justifica a medida afirmando que o risco de calote da divida é hoje muito elevado.