Falência da Grécia

Falência da Grécia e consequências para a zona euro dominam as manchetes

Capa do jornal francês Libération destaca a crise na Grécia
Capa do jornal francês Libération destaca a crise na Grécia liberation.fr

A provável falência da Grécia e suas consequências para a zona euro estão em todas as manchetes nesta quinta-feira, 16 de junho. O jornal de esquerda Libération diz que o país está à venda.  

Publicidade

Os editoriais dos jornais franceses são alarmistas. O diário conservador Le Figaro se questiona se os europeus terão unidade suficiente para dar um fim à tragédia grega. Libération afirma que os gregos estão num beco sem saída e cabe à União Europeia encontrar uma solução para evitar uma comoção social ainda maior do que a vista ontem nas ruas de Atenas, durante as manifestações contra o novo plano de austeridade proposto pelos europeus e o FMI.
O diário econômico Les Echos estima que uma moratória da dívida grega não é mais uma hipótese. O calote tem tudo para acontecer, a questão é que suas consequências seriam imprevisíveis para a zona euro.

Editorialistas também apontam para o risco de comprometimento da democracia na Grécia. Se os europeus não se mostrarem solidários com o população grega, afirma o jornal regional A República dos Pirineus, é provável que o berço da democracia faça uma guinada para o populismo, pelo desespero e o desamparo diante da crise.

Muitos analistas dizem que os europeus ainda não anunciaram um novo pacote de ajuda à Grécia porque estão organizando a falência da Grécia sem arrastar com ela toda a zona euro.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.