Acessar o conteúdo principal

Emergentes atraem metade dos investimentos mundiais, destacam jornais franceses

Os jornais franceses Le Figaro e Les Echos
Os jornais franceses Le Figaro e Les Echos RFI
2 min

Os jornais desta quarta-feira, 27 de julho, analisam o relatório divulgado pela Unctad, a Agência das Nações Unidas para o Comércio e o Desenvolvimento, mostrando que os países emergentes da Ásia e da América Latina, leia-se Brasil, têm sido os motores do crescimento econômico mundial.

Publicidade

Pela primeira vez desde a crise financeira internacional de 2008, o fluxo mundial de investimentos (IDE) aumentou ligeiramente no ano passado, mais 5%, atingindo 1,24 trilhão de dólares. Em 2009, o índice tinha recuado 3,7%. Apesar da turbulência econômica, os Estados Unidos continuaram liderando os investimentos no exterior e recebendo o maior fluxo de capital estrangeiro em sua economia. Logo em seguida, os países que mais receberam investimentos, em 2010, foram China, Hong Kong, Bélgica e Brasil, quinto no ranking dos países mais atrativos da Unctad.

O jornal Les Echos destaca que os países do sudeste asiático e da América Latina souberam reagir rapidamente à crise financeira, e apoiados na demanda de seus mercados internos, desviaram o fluxo de investimentos de seus destinos tradicionais, o norte industrializado e países pobres da África. Mais surpreendente ainda, nota o jornal francês, é que os emergentes do leste asiático se tornaram grandes investidores, com 20% a mais de fluxo de capital saindo desses países para investimentos no exterior.
Em seu caderno de negócios, Les Echos cita o exemplo bem-sucedido da marca francesa de eletrodomésticos SEB. A empresa incrementou suas vendas em 10%, graças às atividades na China e no Brasil, que compensaram a erosão das vendas na França, informa Les Echos.

O diário conservador Le Figaro adiciona o Brasil a essa lista e conclui que os investimentos feitos pelos emergentes no exterior cresceu 30% em 2010. Esses países atraem mais da metade dos investimentos mundiais, assinala o Figaro em manchete no caderno de economia.

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.