Acessar o conteúdo principal
Linha Direta

Israel acusa Egito de não vigiar fronteiras

Áudio 04:28
O ministro da Defesa de Israel, Ehud Barak, criticou o Egito depois do triplo atentado.
O ministro da Defesa de Israel, Ehud Barak, criticou o Egito depois do triplo atentado.
Por: Leticia Constant

Uma série de atentados em Eilat, sul de Israel, na quinta-feira, deixou o país novamente em estado de alerta máximo. Acusando extremistas palestinos pela ação, que teriam chegado a Eilat depois de passar pelo Egito, o ministro da Defesa israelense, Ehud Barak, disse claramente que o governo egípcio não está vigiando de maneira eficiente a fronteira entre os dois países. A península do Sinai virou uma "terra de ninguém", segundo nossa correspondente em Tel Aviv, Daniela Kresch.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.