Acessar o conteúdo principal
O Mundo Agora

A Síria é o último aliado do Irã na região

Áudio 05:35
Protestos em Homs, no interior da Síria.
Protestos em Homs, no interior da Síria. Reuters
Por: Alfredo Valladão
7 min

Há meses que a Europa e os Estados Unidos vêm denunciando os massacres perpetrados pelas forças de repressão sírias... Uma situação caótica em Damasco poderia se transformar num buraco negro atraindo e esmagando a região inteira numa guerra de todos contra todos com conseqüências imprevisíveis. Mas ninguém tem apetite para ensaiar uma intervenção militar em favor da oposição.E é justamente isto que está preocupando os vizinhos e o resto do mundo. A Turquia de Recep Tayib Erdogan, que se arvora em exemplo de islamismo sunita democrático para todo o mundo árabe e que tem fronteira com a Síria, não pode tirar o corpo fora. Ancara está apoiando diretamente a oposição síria, particularmente a confraria dos Irmãos Muçulmanos, e pressionando abertamente o regime de Damasco – além de assumir uma atitude dura contra Israel para ganhar mais credibilidade ainda aos olhos das populações árabes. Mas o regime dos aiatolás no Irã está cada dia mais nervoso com esta investida turca na Síria e na região. O regime sírio é a última cabeça de ponte de Teerã no Levante».Ouça a crônica de política internacional de Alfredo Valladão.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.