Acessar o conteúdo principal
Crise/União Europeia

Moody's confirma revisão de notas soberanas da União Europeia

REUTERS/Mike Segar
Texto por: RFI
3 min

A Agência de classificação de riscos Moody's confirmou nesta segunda-feira que vai revisar a nota soberana dos 17 países da zona o euro e também dos 27 países da União Europeia no primeiro trimestre do ano.

Publicidade

A agência justificou a decisão pela falta de "medidas decisivas" tomadas na última cúpula dos líderes europeus na semana passada. Em um comunicado, a agência afirma que a "ausência de medidas para estabilizar os mercados a curto prazo significa que a União Europeia continua sujeita a novos choques e a zona do euro ainda está sob ameaça contínua".

A Moody's afirma que nem mesmo as economias mais sólidas do bloco, como França, Alemanha, Holanda, Áustria e Finlândia, podem escapar da reavaliação. A agência ainda estima que as decisões anunciadas pelos líderes europeus trouxeram pouca novidade.

As declarações da Moody’s afetaram as bolsas europeias, que começaram a semana em ligeira baixa. Frankfurt registrou um recuo de 0,69%, Paris de 0,67%, Londres de 0,38%, Madri de 0,8% e Milão de 0,5%. Os investidores se mostram céticos sobre o novo pacto europeu negociado na semana passada, que prevê principalmente um controle mais rígido de orçamentos nacionais diante da crise das dívidas. A bolsa de Tóquio terminou o dia em alta de 1,37%, antes da publicação do comunicado da Moody’s.

Na sexta-feira, os mercados tinham reagido bem ao acordo europeu. “O apetite pelo risco melhorou na sexta-feira”, revelaram analistas da National Austrália Bank. “Mas a cúpula europeia não deu uma solução milagre e os investidores esperam precisões sobre as medidas anunciadas nesta semana”, declaram os analistas.

“A última cúpula foi recebida de maneira positiva pelos investidores”, estimou Christian Parisot, analista da Aurel BGC. “Mas o pacto orçamentário e os diferentes anúncios serão suficientes para permitir um retorno da confiança dos investidores na zona do euro?”, questiona Parisot. Para os especialistas, o comportamento dos mercados deve ser decisivo nesta semana. Nos próximos dias, a agência Standard & Poor’s também deve anunciar seu parecer sobre a nota de quinze países da zona do euro.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.