Acessar o conteúdo principal
Linha Direta

Jovens da praça Tahir não entram na cena política egípcia

Áudio 04:50
Jovem diante de muro com cartazes dos partidos islâmicos.
Jovem diante de muro com cartazes dos partidos islâmicos. REUTERS/Asmaa Waguih
Por: Cíntia Cardoso

Eles foram um dos principais responsáveis pela queda do ditador Hosni Moubarak. O ímpeto dos jovens, porém, não conseguiu ainda se transformar em força política. No teste das urnas, os grupos laicos e liberais foram vencidos pelos grupos islâmicos. A Irmandade Muçulmana, já está organizada há 80 anos, está na liderança do processo legislativo egípcio seguida, supreendentemente, pelos salafistas. No programa Linha Direta, nosso correspondente Ayman Abdel explica as expectativas do eleitorado egípcio e o peso das correntes islâmicas.  

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.