Acessar o conteúdo principal
O Mundo Agora

Ataque de hackers em Israel abre nova era no ciberespaço

Áudio 05:14
Judeu ultra-ortodoxo caminha em frente ao logo da El Al Israel Linhas Aéreas no Aeroporto Internacional de Ben Gurion, perto de Tel Aviv.
Judeu ultra-ortodoxo caminha em frente ao logo da El Al Israel Linhas Aéreas no Aeroporto Internacional de Ben Gurion, perto de Tel Aviv. REUTERS/Ronen Zvulun/Files
Por: Alfredo Valladão
7 min

“Não é de hoje que hackers de meio mundo tentam penetrar os sites governamentais ou de empresas privadas, e até os e-mails de simples cidadãos. Quanto mais conectada uma sociedade, mais ela é vulnerável aos ciber-malfeitores, ciber-espiões ou ciber-terroristas. A publicação dos detalhes de dezenas de milhares de cartões de crédito de cidadãos israelenses por um hacker árabe desconhecido é mais uma prova disso. E quando ainda por cima, no dia seguinte, o mesmo hacker consegue entupir as telas de entrada dos sites da Bolsa de Tel-Aviv e da companhia aérea El-Al, todas as luzes vermelhas se acenderam nos serviços de segurança israelenses. Israel já fala em “guerra cibernética” e ameaça retaliar duramente”. Ouça a crônica de política internacional de Alfredo Valladão.  

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.