Espanha adota flexibilização do trabalho para combater desemprego

Áudio 04:30
O premiê espanhol Mariano Rajoy.
O premiê espanhol Mariano Rajoy. Reuters

Nesta sexta-feira o governo espanhol deve aprovar uma reforma trabalhista que, em palavras do primeiro ministro conservador Mariano Rajoy, “vai ser ampla e profunda, ao mesmo tempo que equilibrada”. A Espanha está hoje com mais de 5 milhões de desempregados e sofre uma severa recessão. O governo deve anunciar a flexibilização do mercado de trabalho, com a criação de novos contratos, com remunerações abaixo do salário mínimo atual, que é de 640 euros, cerca de 1460 reais. Ouça no programa Linha Direta o comentário de nossa correspondente na Espanha, Fina Iñiguez.