Acessar o conteúdo principal
Futebol/ Mercado

Transferência de jogadores representou US$ 3 bilhões em 2011

O jogador Luís Fabiano, "repatriado" pelo São Paulo em 2011.
O jogador Luís Fabiano, "repatriado" pelo São Paulo em 2011. Flickr/superleague formula: thebeautifulrace
Texto por: RFI
2 min

A FIFA Transfer Matching System (TMS), responsável pelo sistema de transferências on-line da FIFA publicou nesta quinta-feira a primeira edição do informe sobre o mercado global de transferências em 2011. As transferências internacionais representaram em 2011 mais de 3 bilhões de dólares (5,13 bilhões de reais) por quase 11.500 transações

Publicidade

Segundo a Fifa, 208 associações nacionais e mais de 5.000 clubes utilizam o TMS, que passou a ser obrigatório em outubro de 2010. Entre o dia 1 de janeiro e o 31 de dezembro de 2011, mais de 11.500 transferências internacionais foram registradas pelo sistema, ou seja, mais de 30 por dia em média, com picos em janeiro, julho e agosto, períodos de mercado na maioria dos países.

Somente no dia 31 de agosto, o mais carregado do ano, 317 transferências de um país para outro (as transferências no mesmo país não são consideradas no TMS), foram concluídas.

A Fifa observou que somente 10% do total dos negócios realizados em 2011 eram acordos para transferência permanente de jogadores. Em 70% dos casos, os jogadores eram livres, em 20% eram empréstimos ou retornos de empréstimos. Resultado, somente 14% das transferências foram feitas com uma compensação financeira.

No caso das tranferências onerosas, o montante médio constatado foi de 1,5 milhões de dólares (2,56 milhões de reais), mas a metade das transações não ultrapassou 200.000.

A Fifa nota igualmente grandes disparidades entre as 208 associações. Cinco entre elas (não identificadas), concentram 39% das transferências.

O TMS também traçou o perfil típico do jogador transferido em 2011: ele é brasileiro (13% das transferências) e tem 23 anos (o transferido mais velho de 2011 tinha 46 anos).
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.