Acessar o conteúdo principal
Imprensa francesa

Les Echos evoca críticas do governo brasileiro à política monetária europeia

A presidenta Dilma Rousseff critica duramente as políticas anti-crise adotadas pela União Europeia.
A presidenta Dilma Rousseff critica duramente as políticas anti-crise adotadas pela União Europeia. REUTERS/Ueslei Marcelino
2 min

O diário econômico Les Echos relata em sua edição desta segunda-feira, 5 de março, que o Brasil declarou guerra às políticas monetárias da Europa e dos Estados Unidos. Les Echos evoca as duras críticas feitas pela presidente Dilma Rousseff à enxurrada de dólares que chegou ao mercado brasileiro, após uma megaoperação de liquidez lançada pelos bancos centrais americano e europeu.

Publicidade

O jornal especializado em economia explica que os países emergentes sofrem com os métodos de saída de crise empregados pelos países desenvolvidos, o que levou a presidente brasileira a empregar a expressão de canibalização dos mercados emergentes, escreve Les Echos.

A irritação com os europeus e americanos já tinha sido demonstrada pelo ministro da Fazenda, Guido Mantega, em entrevista ao jornal britânico Financial Times, cita o Les Echos. A injeção de 500 bilhões de euros do Banco Central Europeu nos mercados, com juros de 1%, em três anos, foi a gota d'água para o Brasil declarar que os emergentes devem criar mecanismos para se proteger dessas manobras de capital perversas. O Brasil deve editar novas medidas para proteger seu mercado da invasão de capitais especulativos, conclui les Echos.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.