Acessar o conteúdo principal
Itália/ Imigração

Deportação na Itália gera polêmica em rede social

O diretor italiano Francesco Sperandeo estava a bordo do vôo da Alitalia quando os dois imigrantes argelinos foram repatriados e postou esta foto em seu facebook.
O diretor italiano Francesco Sperandeo estava a bordo do vôo da Alitalia quando os dois imigrantes argelinos foram repatriados e postou esta foto em seu facebook. Facebook/Francesco Sperandeo
Texto por: RFI
2 min

A imagem que mostra as condições em que dois argelinos foram deportados, na Itália, causou espanto na comunidade internacional. A foto foi postada por um cineasta em sua página no site Facebook.

Publicidade

Os argelinos partiam da Tunísia em um voo com destino à Turquia, no último domingo. Durante uma escala na capital italiana, eles tentaram sair da zona de embarque para ficar no país. Segundo informações da polícia de Roma, os homens teriam se recusado a embarcar para a Turquia.

"O mais grave foi a total indiferença dos passageiros", avaliou o cineasta Francesco Sperandeo. O autor da foto chegou a questionar a atitude dos oficiais responsáveis pela ação, que responderam se tratar de "uma operação policial comum".

Segundo a polícia de Roma, os dois argelinos foram amordaçados porque eles tentavam machucar as próprias bocas, por meio de mordidas, e cuspir sangue nos outros passageiros, na tentativa de evitar o embarque.

Repercussão no meio político

A foto saiu das redes sociais e virou manchete na imprensa italiana. Gianfranco Fini, presidente da câmara dos deputados da Itália, pediu que o governo de Mario Monti "preste contas nos mínimos detalhes" sobre os procedimentos adotados na deportação. O caso também chamou a atenção de vários partidos políticos. Para o presidente do Partido Democrático, Rosy Bindi, o governo deve se posicionar diante dessas "imagens da vergonha".

Murilo Salviano, em colaboração para a Radio França Internacional.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.