Acessar o conteúdo principal
Fato em Foco

GP do Fórmula 1 do Barein vira vitrine para manifestações

Áudio 05:03
Manifestações de xiitas tomaram conta das ruas do Barein às vésperas do GP,  como aqui, em Muharraq, nessa quinta-feira.
Manifestações de xiitas tomaram conta das ruas do Barein às vésperas do GP, como aqui, em Muharraq, nessa quinta-feira. STR Bahrain Out
Por: Silvano Mendes
7 min

A realização nesse fim de semana do Grande Prêmio de Fórmula 1 do Barein expôs novamente na cenário internacional a situação desse pequeno país situado no Golfo Pérsico. De maioria xiita, o reinado, que vive sob o comando de uma dinastia sunita há mais quatro décadas, também teve seu momento de grandes manifestações durante a Primavera Árabe, quando a prova de velocidade chegou a ser cancelada. Esse ano os organizadores da corrida decidiram manter o evento, apesar das críticas e dos protestos, que tomaram novamente conta das ruas, além das denúncias de prisões abusivas e torturas feitas por organizações como a Anistia Internacional em seu último relatório. A brasileira Inaiê Ramalho, que vive no Barein há quatro anos, comenta a situação do país, enquanto a pesquisadora do Instituto de Estudos Estratégicos e Internacionais de Lisboa, Maria João Tomas, analisa a realização do Grande Prêmio apesar do contexto conturbado.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.