Acessar o conteúdo principal
França/Eleições

Programas de Hollande e Sarkozy têm déficit de 10 bilhões de euros

Os candidatos à eleição presidencial Nicolas Sarkzoy (esq) e François Hollande (dir).
Os candidatos à eleição presidencial Nicolas Sarkzoy (esq) e François Hollande (dir). REUTERS/Montage RFI
Texto por: RFI
3 min

A conta dos programas dos dois candidatos à eleição presidencial não fecha. Essa é a conclusão de um estudo do Institut de l’Entreprise, um órgão privado do setor empresarial que comparou as propostas do presidente Nicolas Sarkozy às do socialista François Hollande. Segundo estudo, faltam cerca de 10 bilhões de euros nos cálculos de cada um dos candidatos.

Publicidade

Tanto para Sarkozy quanto para Hollande faltam aproximadamente 10 bilhões de euros para financiar todas as promessas dos candidatos. No caso do presidente candiadto à reeleição, faltam 11,4 bilhões de euros. No caso do adversário socialista, o déficit é um pouco maior e fica em 12,1 bilhões de euros.

 No caso de Hollande, o candidato deu detalhes de apenas uma parte das contas do seu programa, constata o estudo. Para o instituto, não está claro como o socialista conseguirá conter o atual ritmo de crescimento dos gastos públicos ao mesmo tempo em que promete contratar mais funcionários públicos, elevando o peso da folha de pagamento. Esse objetivo não é “coerente”, sentencia o analista.

As incoerências, porém, também aparecem no programa de Sarkozy. O candidato à reeleição superestimou o potencial de economia que poderá fazer com a redução do número de funcionários públicos e subestimou os custos de promessas que não foram incluídas nas contas, como o aumento do salário dos professores. O presidente também “esqueceu” da perdas de receitas geradas pela exoneração de impostos de algumas categorias sociais anunciada recentemente.

Na avaliação de um dos responsáveis pelo estudo, Eudoxe Denis, Nicolas Sarkozy  "calculou detalhadamente o seu programa", mas algumas das medidas anunciadas pelo presidente para economizar são “muito ambiciosas” ou simplesmente foram "esquecidas".  Por isso, falta dinheiro para outras propostas. A mesma lacuna aparece no programa de Hollande que não informou de onde sairão os recursos para custear, por exemplo, o programas de apoio à primeira infância.

 

*Clique aqui para saber mais sobre os candidatos e regras das eleições presidenciais francesas e confira os bastidores em nossa galeria de imagens.
* Não deixe de navegar pela nossa série de matérias especiais e programas, aqui!
*Acompanhe nosso facebook, clicando aqui.
*Se você prefere o twitter, clique aqui.

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.