LINHA DIRETA

1° de Maio na Espanha dará sequência a protestos contra o governo

Áudio 04:37
Espanhóis durante protestos em Bilbao, em 29 de abril de 2012.
Espanhóis durante protestos em Bilbao, em 29 de abril de 2012. REUTERS/Vincent West

Na Europa, o Dia Internacional do Trabalho acontece em um cenário de grave crise econômica e financeira, e o país que mais simboliza este momento difícil do bloco é a Espanha. Madri confirmou na segunda-feira o retorno à recessão, marcado por dois trimestres de contração na economia. Os espanhóis vão às ruas em manifestações programadas em várias cidades do país para protestar também contra as reformas trabalhistas do governo conservador de Mariano Rajoy que trouxeram cortes drásticos em educaçéao e saúde, congelamento de pensões e salários e aumento de impostos. E novas medidas impopulares ainda virão pela frente, segundo o governo. Nossa correspondente Fina Iñiguez comenta que 1° de maio será uma nova demonstração do descontentamento dos espanhóis com o governo.