Acessar o conteúdo principal
Filipinas/Tempestades

Cheias nas Filipinas podem piorar com chegada de tempestade tropical

Habitantes de Manila tentam salvar seus pertences das enchentes que tomaram a capital.
Habitantes de Manila tentam salvar seus pertences das enchentes que tomaram a capital. REUTERS/Romeo Ranoco
Texto por: RFI
2 min

As autoridades das Filipinas anunciaram nesta terça-feira o envio de material de emergência para o norte do arquipélago. A chegada de uma tempestade tropical na região poderia agravar as conseqüências dramáticas das chuvas que atingem o país nas últimas semanas.

Publicidade

A tempestade tropical Kai-tak deveria chegar às costas orientais de Luzon, a principal ilha das Filipinas no norte do arquipélago, a partir de quarta-feira de manhã, atravessar o relevo e chegar a Taiwan, segundo os serviços meteorológicos do país.

“Estamos fazendo o possível para posicionar o material de emergência nas regiões setentrionais antes da tempestade”, declarou a ministra de Proteção Social, Corazon Soliman. “Queremos garantir socorro no caso de as zonas afetadas serem isoladas por deslizamentos de terra”, explicou.

Kai-tak também deve causar tempestades no centro e no sul de Luzon, onde 334.000 pessoas estão em centros de acolhida, após terem sido obrigadas a deixar suas casas invadidas pelas águas.

As enchentes atingiram 80% da capital, Manila, afetando 3,4 milhões de pessoas, e matando 95, segundo o governo. Os moradores das favelas construídas nas proximidades de rios, canais ou de reservatórios foram severamente atingidos.

As autoridades tinham, em um primeiro momento, anunciado a chegada de Kai-tak na noite de segunda-feira, prevendo precipitações de 35 mm por hora, mas na tarde de hoje, foram registrados apenas chuvas locais.

Aproximadamente 20 tufões atingem as Filipinas cada ano durante a estação das monções (entre junho e outubro). Em 2009, a tempestade tropical Ketsana, inundou grande parte de Manila e deixou 464 mortos.

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.