Índia/Sem Terra

Milhares de sem terra iniciam “marcha pela justiça” na Índia

Marcha pela justiça neste 3 de outubro.
Marcha pela justiça neste 3 de outubro. REUTERS/Stringer

Milhares de indianos entre os mais pobres do país iniciaram nesta quarta-feira uma marcha a pé de 350 km para denunciar as condições de vida precária. A “marcha pela justiça”, que começa em Gwalior, no centro do país, deve chegar à capital Nova Délhi em 26 dias.

Publicidade

“Cerca de 35 mil pessoas partiram de Gwalior e quando a marcha chegar a Nova Délhi, esperamos que esse número chegue a cem mil”, declarou Aneesh Thillenkari, porta-voz da Ekta Parisha, organização que milita pelo direito à justiça social e pelos direitos dos indianos sem terra.

A primeira marcha do gênero, organizada em 2007, teve a participação de 25 mil pessoas. Na ocasião, camponeses endividados pediam o direito de acesso à propriedade e a meios de subsistência para produzir alimentos. Onze pessoas morreram durante a marcha.

“Pedimos que os terrenos agrícolas sejam utilizados exclusivamente para a agricultura e reivindicamos uma política de reformas agrárias, que ainda não existe”, declarou o representante da ONG organizadora da nova marcha.

Cerca de 73% da população de 1,2 bilhão de habitantes da Índia sobrevivem da agricultura. Muitos projetos industriais de porte foram adiados ou abandonados nos últimos anos por causa de conflitos com as populações locais a respeito de aquisição de terras.

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.