Acessar o conteúdo principal
Crise iraniana

Protesto e batidas policiais varrem o centro de Teerã

Atividade econômica no Irã está praticamente estagnada
Atividade econômica no Irã está praticamente estagnada REUTERS/Raheb Homavandi
Texto por: RFI
2 min

Um protesto e diversos confrontos com a tropa de choque da polícia iraniana aconteceram nesta quarta-feira no centro de Teerã, em uma primeira demonstração de nervosismo por conta da derrocada do rial. Só nesta semana, a moeda perdeu metade de seu valor.

Publicidade

De acordo com testemunhas, centenas de policiais entraram no distrito financeiro de Ferdowsi, prenderam pessoas que trocavam moeda ilegalmente nas ruas e mandaram fechar casas de câmbio e outras lojas. Pedras foram atiradas contra policiais e viaturas. Diversas pessoas foram presas, tanto por homens fardados quanto à paisana. Em dois lugares, havia fumaça, mas a polícia impediu que carros e pedestres se aproximassem dos locais.

No histórico Grand Bazaar de Teerã (um complexo de lojas encravado no centro da cidade), houve um protesto contra a queda da moeda e a política econômica de Ahmadinejad, mas os manifestantes foram rapidamente dispersados pela polícia.

Mesmo após o fim do tumulto, as lojas não voltaram a abrir porque a incerteza sobre os rumos da moeda se proliferou entre os comerciantes. Todos têm medo de mais desvalorização. O coronel da polícia Khalil Helali declarou que seus homens agiriam contra os comerciantes que fechassem seus estabelecimentos.

De acordo com o chefe da polícia nacional, Esmail Ahmadi Moghadam, uma unidade especial formada por policiais e técnicos econômicos do governo foi criada para "enfrentar quem estiver perturbando o câmbio". Ele afirmou que muita gente está estocando ouro e moeda estrangeira em casa, "o que causa um efeito negativo na economia".

Caos econômico
É muito difícil precisar o tamanho do estrago, já que quase todas as trocas estão paralisadas. Mas a suposição geral é de que o rial tenha se estabilizado nesta quarta-feira em 34 mil por dólar. Websites que costumam rastrear o mercado de câmbio foram censurados. Mas, ontem, o rial fechou em 36,1 mil frente ao dólar. Há uma semana, estava em 22 mil. Há um ano, em 13 mil.

A queda brutal também pode ser sentida na inflação. Especula-se que ela já esteja bem além dos 23,5% declarados pelo Banco Central do Irã. O preço da comida aumentou consideravelmente e os mercadores afirmam que está praticamente impossível fazer negócios.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.