Acessar o conteúdo principal
Fato em Foco

Um ano depois de perder o poder, Berlusconi ainda está presente no cotidiano da Itália

Áudio 05:15
Ex-Presidente do Conselho ainda tem mão forte sobre a política e a mídia italiana
Ex-Presidente do Conselho ainda tem mão forte sobre a política e a mídia italiana REUTERS/Alessandro Garofalo/Files
Por: Danilo Rocha Lima

Há exatamente um ano, Silvio Berlusconi deixava o poder na Itália. Ele entregou sua carta de demissão ao presidente Giorgio Napolitano depois de perder apoio da maioria do parlamento, que aprovaria, na véspera, um pacote de medidas de austeridade. Sufocados na crise, os italianos protestaram e, em uma mensagem para todo o mundo, mostraram que, para resolver a agonia econômica do país era preciso, primeiro, mudar a liderança do país. Enfraquecido também por diversas denúncias, como abuso de poder e, de ter, supostamente pago uma menor marroquina por serviços sexuais, no caso conhecido como Rubygate, o Cavallieri pôs fim a uma era de 17 anos em que poder, política e escândalos se confudiam com o nome Berlusconi.Nesta edição, o professor Ettore Finazzi, da Universidade La Sapienza, de Roma, aponta as principais mudanças na península nos últimos doze meses pós-Berlusconi. Para o professor italiano de linguística, Fábio Scetti, nascido no norte do país, região sob grande influência de Berlusconi, a figura do ex-presidente do Conselho ainda continua muito presente no cotidiano do país. 

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.