Acessar o conteúdo principal
Reportagem

Candidatura de São Paulo para Expo 2020 decepciona

Áudio 05:15
Da esquerda para direita: O secretário da Casa Civil de SP, Sidney Beraldo, o prefeito Gilberto Kassabe o futuro prefeito da capital paulista Fernando Haddad.
Da esquerda para direita: O secretário da Casa Civil de SP, Sidney Beraldo, o prefeito Gilberto Kassabe o futuro prefeito da capital paulista Fernando Haddad. A. PELIZ
Por: Ana Carolina Peliz
8 min

São Paulo apresentou nesta quinta-feira sua candidatura oficial para sediar a Expo 2020, na sede da Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico (OCDE), em Paris. Uma comitiva do governo brasileiro, presidida pelo chanceler Antonio Patriota, defendeu o projeto diante de dirigentes do Bureau Internacional de Exposições (BIE), órgão que regulamenta o evento. Também fizeram parte da delegação, o prefeito Gilberto Kassab, seu sucessor Fernando Haddad e o secretário da Casa Civil de São Paulo, Sidney Beraldo, representando o governador Geraldo Alckmin, que cancelou sua viagem por causa da onda de violência no estado.

Publicidade

Todas as cidades candidatas tiveram direito a vinte minutos de apresentação do projeto. Com o tema, "Força da diversidade, harmonia e crescimento", a apresentação do Brasil foi visivelmente a menos atrativa das cinco cidades candidatas. O objetivo era mostrar São Paulo como um centro urbano internacional, mas Kassab e Haddad fizeram seus discursos em português, enquanto as outras delegações apresentaram suas cidades em inglês.

Haddad tentou minimizar o impacto da prestação de São Paulo, dizendo que essa etapa era apenas "de comunicação" e que o importante eram as ações empreendidas no futuro. O prefeito afirmou que, a partir de janeiro, São Paulo contará com um escritório de apoio à candidatura, em Paris.

Não vai ser nada fácil para a capital paulista vencer concorrentes como Dubai, que apresentou um projeto futurista, com um sistema de metrô interligando todo o recinto da exposição e um teto fotovoltaico capaz de produzir toda energia do evento. A cidade contou até com uma mensagem de apoio de Bill Gates gravada em vídeo.

Além de Dubai e São Paulo, outras três cidades estão no páreo para acolher a Expo 2020, Izmir, na Turquia, Ekaterinburgo, na Rússia e Ayuthaya, na Tailândia.

De acordo com Sidney Berardo, serão investidos 4,4 bilhões de reais na construção de um centro de convenções em um terreno de cinco milhões de metros quadrados. A Exposição Universal é um grande evento, que serve de vitrine para negócios e para o turismo. Em termos de impacto econômico e midiático só é superado pelas Olimpíadas e pela Copa do Mundo. Uma nova reunião do BIE deve ser realizada em junho. A cidade-sede da Expo 2020 será escolhida em novembro de 2013.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.