Acessar o conteúdo principal
Costa do Marfim/tragédia

Costa do Marfim decreta 3 dias de luto devido a tragédia no Réveillon

Sapatos e roupas das vítimas da tragédia em Abidjan, onde 61 pessoas morreram após os fogos da noite de Réveillon.
Sapatos e roupas das vítimas da tragédia em Abidjan, onde 61 pessoas morreram após os fogos da noite de Réveillon. AFP PHOTO/HERVE SEVI
Texto por: RFI
2 min

A Costa do Marfim dá início nesta quarta-feira aos três dias de luto nacional devido ao trágico incidente que resultou em 61 pessoas mortas e 49 feridos durante a celebração do Ano Novo em Abidjan, a capital econômica do país africano. O presidente Alassane Ouattara declarou que o governo vai prestar assistência às famílias atingidas pela tragédia.

Publicidade

Os marfinenses voltavam para casa depois de assistir ao espetáculo de fogos de artifício no estádio Félix Houphouët-Boigny, quando espectadores entraram em choque em ruas estreitas. Os principais pontos de passagem tinham sido bloqueados pela polícia por ficar próximos do palácio presidencial.

Testemunhas contaram que as forças de ordem chegaram para dispersar a multidão após um roubo e provocaram pânico. Várias vítimas caíram em uma cratera de um canteiro de obras. Muitas famílias ainda procuravam por desaparecidos no local na manhã de ontem.

O presidente Alassane Ouattara foi visitar as vítimas no hospital e classificou o acidente como "tragédia nacional". Ele anunciou que um inquérito foi aberto para apurar as causas do incidente.

Este foi o segundo ano consecutivo que a cidade realizou um show de fogos na noite de Réveillon. Mais de 50 mil pessoas presenciaram o espetáculo, a maioria jovens.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.