Acessar o conteúdo principal
Mali/conflitos

Chade anuncia envio de soldados para reforçar tropa internacional no Mali

Um jipe francês e cargas de alimentos são embarcados em avião britânico deixam a Costa do Marfim em direção ao Mali, nesta quarta-feira.
Um jipe francês e cargas de alimentos são embarcados em avião britânico deixam a Costa do Marfim em direção ao Mali, nesta quarta-feira. Reuters
2 min

Os confrontos entre radicais islâmicos e soldados malineses apoiados pelo exército francês continuaram durante a tarde de quarta-feira perto de Konna, no centro do país. A tomada dessa cidade pelos jihadistas levou à intervença da França, há seis dias. O Chade anunciou hoje o envio de um contigente de soldados à região em conflito.

Publicidade

Sem dar precisão sobre a quantidade de soldados, o presidente do Chade, Idriss Déby, declarou que a ajuda tem como objetivo “apoiar os esforços da comunidade internacional pela soberania e integridade territorial da República do Mali”. O Chade é o primeiro país da África Central a mandar tropas ao Mali. Os soldados chadianos são conhecidos pela destreza em combates no deserto.

Outros países africanos envolvidos na intervenção são integrantes da Comunidade Econômica dos Estados da África do Oeste (Cedeao). Os chefes de Estado-Maior desses países estão reunidos na capital Bamako para ‘últimos acertos’ da força militar da região.

A Nigéria vai enviar 900 homens, com chegada prevista ainda nesta quarta-feira. O Níger, Burkina Faso, Togo e Senegal mandam 500 tropas cada um. O Benim contribui com 300 soldados. Guiné e Gana particiam com cem homens cada.

A Corte Penal Internacional (CPI) abriu nesta quarta-feira um inquérito sobre os crimes de guerra presumidamente cometidos desde janeiro de 2012 no Mali. O inquérito vai apurar as denúncias de assassinatos, mutilações, execuções sumárias, pilhagens e estupros.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.