Acessar o conteúdo principal
Fato em Foco

Ministro francês acusado de fraude fiscal demorou para deixar governo

Áudio 04:27
O presidente François Hollande (esq) e Jérôme Cahuzac, quando era ministro do Planejamento em Paris, 4 de janeiro de 2013.
O presidente François Hollande (esq) e Jérôme Cahuzac, quando era ministro do Planejamento em Paris, 4 de janeiro de 2013. REUTERS/Philippe Wojazer
Por: Rodrigo Vizeu
6 min

O presidente francês François Hollande reagiu duramente à revelação de que seu ex-ministro do Planejamento Jérôme Cahuzac mentiu sobre ter uma conta bancária na Suíça. Cahuzac, que foi indiciado por lavagem de dinheiro, confessou que realmente enviou recursos para fora da Franca.  As primeiras denúncias contra Cahuzac vieram à tona em dezembro, mas ele se demitiu apenas no mês passado, após a abertura de uma investigação. No programa de hoje ouvimos o cientista político Stephane Monclaire, da Sorbonne, e o advogado brasileiro Luciano Santos, do Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral. 

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.