Linha Direta

Tensão israelo-palestina aumenta após morte de detento palestino

Áudio 04:43
Soldados israelenses mataram um jovem palestino de 17 anos e feriram outro nesta quarta-feira,3 na Cisjordânia
Soldados israelenses mataram um jovem palestino de 17 anos e feriram outro nesta quarta-feira,3 na Cisjordânia REUTERS/Mohamad Torokman

Após quatro meses da mais recente rodada de confrontos entre militares israelenses e militantes palestinos na Faixa de Gaza, a tensão voltou a aumentar esta semana na região. Nas últimas horas, foguetes atingiram o território israelense e, em represália, o exército de Israel atacou alvos do grupo radical Hamas em Gaza. A tensão também atinge a Cisjordânia onde dois jovens palestinos morreram na última noite em um ataque israelense. O estopim para essa nova escalada da violência na região foi a morte na terça-feira de um preso palestino em uma prisão israelense.

Publicidade

A autópsia revelou que Maisara Abu Hamdiyeh, um líder do Hamas de 64 anos condenado por atentados terroristas, morreu de câncer na garganta, mas os palestinos acusam Israel de não ter dado ao prisioneiro tratamento médico adequado. Em protesto, milhares de presos palestinos entraram em greve de fome. A Autoridade Nacional Palestina decretou luto oficial de três dias e o enterro de Maisara Abu Hamdiyeh nesta quinta-feira pode provocar novos confrontos.

Há cerca de dois meses, a morte de outro preso palestino em uma cadeia israelense levou a uma onda de protestos, alguns violentos, nos Territórios Palestinos. A comunidade internacional está preocupada e pede que os dois lados evitem a violência que pode complicar ainda mais a retomada das negociações de paz na região.

Ouça no LInha Direta a análise da correspondente da RFI em Israel, Daniela Kresch.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.