Acessar o conteúdo principal
EUA/Explosões

Explosões na maratona de Boston deixam pelo menos dois mortos

As câmeras de televisão filmaram o momento da explosão, no canto direito da imagem.
As câmeras de televisão filmaram o momento da explosão, no canto direito da imagem. REUTERS/NBC
Texto por: RFI
2 min

Pelo menos duas pessoas morreram e outras 100 ficaram feridas após duas explosões violentas perto da linha de chegada da maratona de Boston, no Estados Unidos. O balanço das vítimas ainda é provisório, pois uma terceira deflagração foi registrada na biblioteca da cidade. A polícia teria encontrado explosivos espalhados na região.

Publicidade

As explosões ocorreram perto da linha de chegada da maratona de Boston, a mais antiga dos Estados Unidos, que conta com 26 mil participantes. De acordo com o balanço provisório das autoridades locais, pelo menos duas pessoas morreram e 100 ficaram feridas. Testemunhas afirmam que várias vítimas tiveram seus membros amputados pela deflagração. Segundo o canal de televisão NBC, outros explosivos também foram encontrados espalhados pela cidade.

Uma terceira deflagração foi registrada logo depois na biblioteca JFK de Boston. “Ainda não sabemos se esse evento é ligado às duas explosões da maratona, mas estamos tratando como se fosse”, declarou Ed Davis, responsável da polícia local. Já um outro porta-voz da polícia disse que o incidente estaria ligado a um incêndio.

Ao receber a notícia o presidente norte-americano Barack Obama ordenou que as medidas necessárias fossem tomadas para enfrentar as consequências das explosões. O chefe de Estado disse que ainda não se sabe quem está por trás dos ataques, mas que os responsável terão que "prestar contas". 

A polícia de Nova York também entrou em estado de alerta e reforçou a segurança nas ruas da cidade. São Francisco, do outro do país, também anunciou ter elevado seu nível de alerta e pediu que a população informe as autoridades caso presencie atitudes consideradas suspeitas. Até o ministro francês de Interior, Manuel Valls, pediu que a segurança seja reforçada nas ruas da França. 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.