Linha Direta

Políticos xiitas, sunitas e salafistas libaneses estão envolvidos na guerra civil síria

Áudio 04:37
O líder do Hezbollah, Sayyed Hassan Nasrallah.
O líder do Hezbollah, Sayyed Hassan Nasrallah. REUTERS/Sharif Karim

O Líbano está altamente envolvido na guerra da Síria, com partidos que apoiam os rebeldes e outros que sustentam o regime de Damasco fornecendo homens, armas e dinheiro. Grupos libaneses pró e antirregime sírio travam combates no território libanês. Por outro lado, muitos libaneses já foram mortos por mísseis lançados da Síria.Para completar, o líder do grupo xiita Hezbollah, Hassan Nasrallah, admitiu esta semana que seus combatentes estão lutando ao lado das tropas do presidente sírio, enquanto no campo adversário o xeque libanês Ahmad Assir, da seita salafista, está convocando os libaneses e palestinos refugiados para lutar ao lado dos rebeldes. Mesmo especialistas experientes em política do Oriente Médio não conseguem ver um final para esses enfrentamentos.Segundo a ONU, o Líbano abriga atualmente quase meio milhão de refugiados sírios.Clique acima para entender a complexidade dessa batalha na Síria, que não se restringe mais a uma luta entre árabes e reflete os interesses de vários países (as monarquias do Golfo, Israel, Irã, Rússia...). Você também vai saber mais sobre os sírios que buscam asilo no Brasil, fugindo do inferno sírio.