Acessar o conteúdo principal
Linha Direta

Políticos xiitas, sunitas e salafistas libaneses estão envolvidos na guerra civil síria

Áudio 04:37
O líder do Hezbollah, Sayyed Hassan Nasrallah.
O líder do Hezbollah, Sayyed Hassan Nasrallah. REUTERS/Sharif Karim
Por: Chadia Kobeissi
6 min

O Líbano está altamente envolvido na guerra da Síria, com partidos que apoiam os rebeldes e outros que sustentam o regime de Damasco fornecendo homens, armas e dinheiro. Grupos libaneses pró e antirregime sírio travam combates no território libanês. Por outro lado, muitos libaneses já foram mortos por mísseis lançados da Síria.Para completar, o líder do grupo xiita Hezbollah, Hassan Nasrallah, admitiu esta semana que seus combatentes estão lutando ao lado das tropas do presidente sírio, enquanto no campo adversário o xeque libanês Ahmad Assir, da seita salafista, está convocando os libaneses e palestinos refugiados para lutar ao lado dos rebeldes. Mesmo especialistas experientes em política do Oriente Médio não conseguem ver um final para esses enfrentamentos.Segundo a ONU, o Líbano abriga atualmente quase meio milhão de refugiados sírios.Clique acima para entender a complexidade dessa batalha na Síria, que não se restringe mais a uma luta entre árabes e reflete os interesses de vários países (as monarquias do Golfo, Israel, Irã, Rússia...). Você também vai saber mais sobre os sírios que buscam asilo no Brasil, fugindo do inferno sírio.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.