Linha Direta

França e UE tentam arrecadar 2 bilhões de euros em conferência para o Mali

Áudio 04:16
O presidente francês, François Hollande, chega à sede da Comissão Europeia, em Bruxelas, para a conferência sobre o Mali.
O presidente francês, François Hollande, chega à sede da Comissão Europeia, em Bruxelas, para a conferência sobre o Mali. REUTERS/Laurent Dubrule

A União Europeia e a França promovem nesta quarta-feira, em Bruxelas, a Conferência Internacional de Doadores para o Mali. Vários países participam desse esforço para tentar arrecadar 2 bilhões de euros e ajudar a reconstrução do país africano, atualmente sob intervenção militar francesa para combater o extremismo radical islâmico. Durante o encontro, os europeus também pretendem pedir ao governo do Mali para combater as execuções, torturas e outros abusos que tem sido cometidos no país africano. O Mali é um dos países mais pobres do mundo. A economia do país está totalmente desestabilizada desde o corte de ajuda internacional, após o golpe de Estado ocorrido em março do ano passado. A ONU afirma que são necessários 222 milhões para lidar com as urgências alimentares e humanitárias de quase 500 mil pessoas que fugiram de suas casas por causa do conflito. Clique acima para ouvir as informações de nossa correspondente em Bruxelas, Letícia Fonseca.