Turquia/ Acidente

Acidente com balão na Capadócia mata três brasileiros

Balões sobrevoam a região da Capadócia, na Turquia. O número de empresas oferecendo voos turísticos em balões na região mais que duplicaram.
Balões sobrevoam a região da Capadócia, na Turquia. O número de empresas oferecendo voos turísticos em balões na região mais que duplicaram. Flickr/ ccarlstead

Mais um turista brasileiro faleceu após um acidente com um balão na região da Capadócia, na Turquia. A terceira vítima não resistiu aos ferimentos e morreu no hospital, de acordo com autoridades locais. Duas outras brasileiras também morreram na tragédia e 22 pessoas ficaram feridas.

Publicidade

Segundo Abdurrahman Savas, governador de Nevsehir, província onde fica a Capadócia, citado por agências internacionais, as duas turistas brasileiras são Maria Luiza Gomes, de 71 anos, e Maria Rosas, de 65 anos. Elas faziam parte de um grupo de turistas da América do Sul que passavam alguns dias de férias na região, segundo a mesma fonte. A terceira vítima, Ellem Kohelman, de 76 anos, faleceu no final da tarde de hoje.

A Rádio França Internacional entrou em contato com as autoridades consulares brasileiras na Turquia logo após o anúncio do acidente. Segundo essas primeiras informações disponíveis, os feridos estão sendo atendidos em diversos hospitais da região. A embaixada ainda não confirmou a identidade das vítimas.

O balão teria decolado às 6 horas da manhã pelo horário local da cidade de Göreme, no centro da região conhecida pelas suas paisagens impressionantes. O governador da província informou que o acidente foi provocado pelo choque com a cesta de outro balão. Nessa colisão, o balão com as turistas brasileiras rasgou e caiu rapidamente.

Os voos turísticos em balões cresceram muito na Turquia nos últimos anos. Hoje, existem 20 empresas no setor com uma frota de 120 balões contra apenas 6 empresas no segmento há 10 anos. Esse acidente na Capadócia acontece dois meses após a queda e explosão de um balão em Luxor, no Egito, que deixou 19 mortos.

As autoridades da aviação civil lançaram uma investigação para saber as causas exatas do acidente, segundo os canais de televisão turcos. A companhia proprietária do balão que sofreu o acidente afirmou que seu piloto tinha tomado todas as medidas de segurança necessárias.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.