Aberto da França

Federer e Serena arrasam adversários na estreia em Roland Garros

O suíço Roger Federer venceu com facilidade o espanhol Pablo Carreno Busta por 6-2, 6-2, 6-3.
O suíço Roger Federer venceu com facilidade o espanhol Pablo Carreno Busta por 6-2, 6-2, 6-3. REUTERS/Philippe Wojazer

Os dois grandes favoritos deste primeiro dia do Aberto da Franca não tiveram dificuldades em passar por seus adversários e avançaram para a próxima fase do torneio parisiense. Serena Wiliams despachou a Georgiana Anna Tatishivilli por 2 sets a 0 (parciais de 6/0 e 6/1) e Roger Federer passou com tranquilidade pelo espanhol Pablo Carreno Busta por 3 sets a 0 (parciais de 6/2, 6/2 e 6/3). 

Publicidade

A americana, atual número 1 do mundo, confirma sua boa fase e seu status de favorita para voltar a erguer o troféu do saibro parisiense após seu primeiro título em 2002.

Durante a entrevista coletiva, Serena foi questionada sobre as dificuldades no saibro de Paris nos últimos anos e ela atribui suas derrotas antes mesmo de chegar à fase final do torneio pelo nervosismo e a falta de energia. “Talvez eu tenha ficado nervosa demais e jogado com adversárias que jogarem melhor na ocasião. Eu tive oportunidades de derrotá-las mas não aproveitei”, disse. “Em alguns jogos, talvez eu não tivesse completamente concentrada o suficiente ou me preparado suficientemente para o torneio”, avaliou a atual número 1 do mundo.

Federer tem estreia fácil

Depois de Serena Wiliams, foi a vez de outra estrela mundial do tênis dar um show na quadra principal de Roland Garros. Cabeça de chave número 2 do torneio, Roger Federer precisou de apenas 1h20 para eliminar o espanhol Carreno Busta, classificado após passar pelo qualifying. Bastante satisfeito ao final da partida, o suíço disse ter se sentido bem em quadra e conseguido passar pelo adversário sem se esforçar muito em quadra. “Em Grand Slam é bom passar pelas primeiras rodadas jogando apenas três sets”, afirmou.

Federer disse não sofrer mais ou menos pressão por ser considerado um outsider ao título, comparado aos favoritos Novak Djokovic e Rafael Nadal. “Todo ano é assim. Dizem que Rafa é favorito ou que Djokovic está melhor. Para mim não muda nada”, afirmou. “A diferença é quando se tem que defender pontos, como em Wimbledon, quando havia 2 mil pontos a defender”, explicou.

Outros resultados da primeira rodada

A sérvia Ana Ivanovic venceu a croata Petra Martic por 2 sets a 1. A italiana Sara Errani passou pela holandesa Arantxa Rus por 2 sets a 0. No masculino, Gilles Simon venceu de virada o australiano Lleyton Hewitt por 3 sets a 2 e o canadense Milos Raonic eliminou o belga Xavier Malisse por 3 sets a 1.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.