Afirmação da França de que exército sírio usa gás sarin relança ideia de intervenção militar

Capa dos jornais franceses Libération, Le Figaro e Les Echos desta quarta-feira 05 de junho de 2013.
Capa dos jornais franceses Libération, Le Figaro e Les Echos desta quarta-feira 05 de junho de 2013.
Texto por: RFI
3 min

As provas do uso de gás sarin na Síria, a revolta popular contra o governo turco e algumas propostas contidas num realtório sobre reforma das aposentadorias na França estão entre os destaques dos jornais desta quarta-feira, 05 de junho.

Publicidade

O Libération afirma em sua manchete que a França tem certeza sobre o uso de armas químicas pelo regime de Damasco. O jornal escreve que ao confirmar ter provas do uso de gás sarin pelo exército de Bashar Al-Assad, o ministro francês das Relações Exteriores, Laurent Fabius, relançou a questão de uma intervenção militar na Síria. O Libé destaca a declaração do chanceler de que "todas as opções estão sob a mesa". Mas o jornal questiona: essas informações serão suficientes para acelerar uma ação militar ? Em editorial, o Libération lembra que os Estados Unidos se mostram reticentes à esta opção e apostam numa saída diplomática com a Conferência de Genebra.

Turquia

Para o Le Figaro, a rua está fazendo o governo turco tremer. O jornal conservador lembra que duas pessoas já morreram e mais de 1.500 ficaram feridas nos confrontos entre manifestantes e a polícia desde sexta-feira. Le Figaro afirma que o primeiro-ministro Recep Tayyip Erdogan não cede. Seus adversários o acusam de autoritarismo e de aumentar a influência da religião islâmica no governo. Especialistas ouvidos pelo jornal consideram que Erdogan ainda não se deu conta da importância e da dimensão dos protestos.

O católico La Croix afirma que os turcos estão manifestando toda sua revolta contra o primeiro- ministro. Essa raiva estava contida mas agora se expressa nas ruas contra o estilo de Erdogan. O jornal também se refere à irritação de parte da população com o estilo autoritário e às referências cada vez mais frequentes do premiê a favor do estilo de vida baseado na religião islâmica.

Aposentadoria

O jornal Les Echos dedica sua manchete principal à revelações de algumas medidas que poderão ser adotadas na França em uma eventual reforma da aposentadoria. O diário econômico se refere a um relatório que está sendo elaborado por um grupo de especialistas e que será encaminhado ao governo. Algumas propostas são explosivas, escreve o Les Echos. Entre elas, o jornal cita a possibilidade de mudar o cálculo para a aposentadoria do funcionalismo público. Atualmente o benefício é calculado sobre os últimos 6 meses de trabalho enquanto no setor privado é baseado na média de 25 anos de contribuição.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.