Reportagem

Protestos contra o preço do ônibus se transformam em revolta popular no Brasil

Áudio 05:59
Imagens dos protestos contra o aumento do preço do ônibus em São Paulo
Imagens dos protestos contra o aumento do preço do ônibus em São Paulo Foto: Divulgação
Por: Taíssa Stivanin
8 min

São Paulo e Rio de Janeiro vivem nesta quinta-feira novas manifestações contra o aumento do preço da passagem de ônibus nas duas capitais. Um movimento que está tomando proporções inesperadas e que demonstra o descontentamento da população com o aumento do custo de vida . Os protestos, uma iniciativa do movimento Passe Livre, que defende a gratuidade do transporte público, acabou agregando grupos de várias tendências políticas, e ganharam uma dimensão inesperada. Até agora dezenas de pessoas foram detidas, muitos ficaram feridos em confrontos com a polícia, e ônibus e vitrines foram destruídos.  

Publicidade

Em um texto publicado no jornal Folha de S. Paulo, os representantes do movimento explicam que, "o impacto violento do aumento no bolso da população faz as manifestações extrapolarem os limites do próprio movimento. E as ações violentas da Polícia Militar, acirrando os ânimos e provocando os manifestantes, levaram os protestos a se transformar em uma revolta popular."

A mobilização está até mesmo sendo comparada ao movimento dos caras-pintadas, em 1992, que pedia o Impeacheament do ex-presidente Fernando Collor. As redes sociais e a Internet, que promovem o ativismo 2.0, também facilitam essa mobilização e a circulação de ideias.

A violência dos protestos gerou críticas, e veículos da imprensa brasileira acusam os manifestantes de vandalismo. Em Paris, o governador Geraldo Alckmin chamou, nesta quarta-feira, os manifestantes de baderneiros, e criticou a violência dos protestos. Uma declaração que serviu para acirrar ainda mais os ânimos dos manifestantes.

O movimento também está ganhando força no Rio de Janeiro. Uma manifestação deveria ocorrer nesta quinta-feira na Candelária. Na origem da revolta popular contra o aumento do preço da passagem também está o site Boicota São Paulo, que visa mobilizar os paulistanos contra os preços abusivos.

Ouça a reportagem completa clicando no ícone "Ouvir."

 

 

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.