Nelson Mandela/África do Sul

Estado de saúde de Mandela é crítico, diz governo da África do Sul

Nelson Mandela em  25 de fevereiro de 1990, alguns dias após deixar a prisão.
Nelson Mandela em 25 de fevereiro de 1990, alguns dias após deixar a prisão. Trevor Samson/AFP
Texto por: RFI
3 min

O estado de saúde do ex-presidente sul-africano Nelson Mandela é considerado « crítico ». A informação é de um comunicado da presidência sul-africana divulgado neste domingo.

Publicidade

Nelson Mandela está hospitalizado há mais de duas semanas em Pretória para o tratamento de uma infecção pulmonar. O presidente sul-africano Jacob Zuma e a esposa de Mandela, Graça Machel, se reuniram no hospital para discutirem sobre o estado de saúde do ícone da luta contra o apartheid.

Um boletim médico divulgado no último sábado de manhã informava que Mandela estava em um estado “gravea, mas estável”. "Os médicos estão fazendo todo o possível para que ele melhore e fazem tudo para que Madiba [apelido carinhoso de Mandela] seja bem-tratado. Ele está em boas mãos », disse o presidente Jacob Zuma.

A presidência da África do Sul tem sido discreta na divulgação dos boletins médicos. Mas a rede de televisão americana CBS noticiou que Nelson Mandela teve que ser “reanimado” quando chegou ao hospital há 16 dias e que seu fígado e seus rins estão seriamente comprometidos. Ainda segundo a rede americana, há “vários dias ele não abre os olhos”. Diante das especulações sobre o estado de saúde de Mandela, a presidência declarou publicamente que um problema com a ambulância que levou Mandela para o hospital não o prejudicou. O veículo médico ficou 40 minutos parado no acostamento de uma estrada.

Nos últimos anos, a saúde do líder sul-africano tem piorado. Em janeiro de 2011 ele foi internado. Em dezembro do ano seguinte, o ex-presidente foi mais uma vez hospitalizado. Segundo os médicos, seus sucessivos problemas pulmonares são seqüelas de uma tuberculose que ele contraiu durante os 27 anos em que esteve preso em Robben Island.

Apartheid

Nelson Mandela é o expoente máximo da luta contra o apartheid na África do Sul. Pelo governo sul-africano da época do regime de segregação racial, foi considerado um terrorista e passou quase três décadas na cadeia. A sua conquista da liberdade foi gloriosa e o levou diretamente para a presidência da África do Sul. Ele ficou no poder entre 1994 e 1999.

Asua luta pela paz promoveu uma transição política democrática admirada em todo o mundo.Em 1993, Nelson Mandela e Frederik de Klerk , ex-presidente sul-africano dividiram o Prêmio Nobel da paz .Após o fim do mandato de presidente, em 1999, Mandela voltou-se para a causa de diversas organizações sociais e de direitos humanos.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.