Acessar o conteúdo principal
Cultura

Energia de Flávia Coelho contagia palcos europeus

Áudio 07:52
Flávia Coelho esquenta palcos europeus no verão
Flávia Coelho esquenta palcos europeus no verão discograph.com/(c)elisabeth smeysters
Por: Patricia Moribe

Uma voz brasileira foi ouvida na última queima de fogos na Torre Eiffel, no dia 14 de julho, feriado nacional da França. Era Flávia Coelho, com a música “Liberdade”, em que ela canta frases como “Liberté, egalité, pra gente viver melhor!”. Radicada na França há seis anos, Flávia está divulgado seu primeiro álbum “Bossa Muffin”. Fomos até o Havre, no norte da França, conhecer o som da artista.

Publicidade

A energia da cantora e compositora é contagiante. No festival MoZ'aïque, no Havre, ela conseguiu fazer um público de todas as idades pular, cantar e dançar ao som de músicas cantadas em português, mas com pés e raízes em todos os cantos. Ela explica: “meu som é uma mistura de música tradicional brasileira, tudo o que é forró, samba, pagode, influências latinas, rap, hip hop e reggae – eu misturei tudo isso e chamei de bossa muffin”.

Flávia Coelho nasceu no Rio de Janeiro, mas foi criada também no Ceará e Maranhão. Ela começou a cantar aos 14 anos e viajou muito pelo Brasil, com vários grupos. Um dia, decidiu fazer as malas e optou por se instalar em Paris, pois sentiu que a cidade era muito receptiva para a música brasileira, que é englobada na categoria world music. Flávia diz também que a cidade é muito musical, propiciando encontros com músicos de todas as partes do mundo.

Para ouvir a entrevista com Flávia Coelho, clique em “ouvir”.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.