Acessar o conteúdo principal
Cultura

Mostra em Paris destaca obra de artista japonês aliada à gastronomia

Áudio 04:23
A exposição Arte de Rosanjin fica a mostra até dia 3 de setembro.
A exposição Arte de Rosanjin fica a mostra até dia 3 de setembro. http://lart-de-rosanjin.org/
Por: Patricia Moribe

O japonês Rosanjin, nome artístico de Fusajiro Kitaoji (1883-1959), revolucionou a história da gastronomia japonesa, ao explorar a união da estética ao refinamento do gosto. O museu Guimet, de Paris, especializado em arte oriental, exibe a mostra “A Arte de Rosanjin, gênio da cozinha japonesa”, colocando em destaque seu trabalho em cerâmica e sua experiência como chef gastronômico.

Publicidade

O trabalho de Rosanjin virou um marco da gastronomia não só do Japão, mas influenciando varias cozinhas, como a francesa, com o conceito de aliar sabor e visual, conta Hélène Bayou, conservadora responsável pelo departamento Japão do museu Guimet.

Nascido na região de Kyoto, Rosanjin começou cedo na arte da caligrafia tradicional, tornando-se um caligrafista premiado. Ao começar seus experimentos com a cerâmica decorativa, Rosanjin desenvolveu teorias estéticas sobre a relação entre a comida e seu receptáculo.

Em Tokyo, ele inaugurou uma galeria em 1920. No andar de cima, ele abriu o Bishoku Club, o clube do gourmet, onde servia pratos refinados em concordância com suas peças de cerâmica. Rosanjin pesquisou e explorou vários tipos e escolas de cerâmica, adaptando cada estilo à sua própria personalidade.

A Arte de Rosanjin, gênio da cozinha japonesa fica em cartaz até o dia 9 de setembro.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.