Acessar o conteúdo principal
Linha Direta

Nova Zelândia tenta restabelecer credibilidade de seus laticínios

Áudio 04:12
O ministro da Economia neozelandês Stephen Joyce
O ministro da Economia neozelandês Stephen Joyce Divulgação Governo Neozelandês
Por: Leticia Constant
6 min

A Nova Zelândia, dona de uma indústria alimentícia reputada como uma das mais sustentáveis do planeta, enfrenta uma crise de credibilidade no mercado internacional desde que um grande volume de leite em pó contaminado fabricado pela empresa Fonterra teve de ser recolhido. A princípio, o governo local criticou a demora da empresa em alertar os consumidores do problema.

Publicidade

Conforme o recall começou a ser feito – 90% do leite contaminado já teria sido retirado das prateleiras, de acordo com a Fonterra – , as autoridades neozelandesas iniciaram uma estratégia de gerenciamento de crise. O Ministro da Economia, Stephen Joyce, disse nesta segunda-feira que a confiança dos consumidores globais nos laticínios neozelandeses tem que ser restabelecida.

Ele garantiu que representantes do governo foram enviados às fábricas da Fonterra na Nova Zelândia e na Austrália para garantir que as causas da contaminação sejam estabelecidas e que a empresa forneça informações precisas no menor prazo possível. Luciana Fraguas, correspondente da RFI na Austrália entra na Linha Direta com Letícia Constant para falar do assunto. Ouça no link acima.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.