Acessar o conteúdo principal
Reportagem

Mercadante usa tribuna da Unesco para protestar contra espionagem

Áudio 02:58
Ministro falou diante de representantes dos países-membros da Unesco.
Ministro falou diante de representantes dos países-membros da Unesco. RFI
Por: Lúcia Müzell

Mais uma vez, o Brasil utilizou hoje um espaço em um fórum internacional para protestar contra a espionagem. Desta vez foi o ministro da Educação, Aloizio Mercadante, que usou o tempo no plenário da Conferência-Geral da Organização das Nações Unidas para a Educação e a Cultura (Unesco), para manifestar a indignação do país contra a espionagem a interceptação internacional de comunicações dos Estados e empresas.

Publicidade

“A internet é um espaço novo na Educação e a alma da internet é a liberdade. A internet não pode ser utilizada para a espionagem, para violar a soberania, direitos e garantias individuais, e agredir países como o Brasil foi agredido”, disse, sob aplausos. “A internet é um patrimônio da humanidade, um instrumento de integração entre os povos. A Unesco tem um papel fundamental para criar um marco regulatório que preserve a liberdade da internet e acabe com estes abusos que temos tido.”

O petista está na capital francesa desde terça-feira para participar do evento. Ainda hoje, participou de uma conferência na Sorbonne, a mais tradicional universidade francesa. No anfiteatro Richelieu, o ministro comentou as evoluções registradas na educação nos últimos 10 anos, desde o papel da escola no Bolsa-Família até o Programa Ciências sem Fronteiras, que até o momento já levou quase 55 mil jovens para fazer pós-graduação no exterior.

“Em 2004, nós tínhamos 302 pós-doutores no Brasil. Hoje nós temos 3.663. Tínhamos 11 mil doutorandos e agora temos 27,5 mil”, relatou. “Sem pós-graduação a gente não faz universidade.”

O ministro lembrou que a França ocupa a terceira posição na escolha dos universitários que participam do programa Ciências Sem Fronteiras, depois dos Estados Unidos, em primeiro lugar, seguido pelo Canadá. Mercadante ainda ouviu o testemunho de jovens brasileiros que estão estudando em Paris graças a uma bolsa de estudos.

A programação do ministro se encerra amanhã, com uma palestra sobre o panorama econômico brasileiro na Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico (OCDE).
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.