Fato em Foco

Campanha para adolescentes marca dia mundial de luta contra a AIDS

Áudio 05:06
1° de dezembro, Dia Mundial da Luta contra a Aids.
1° de dezembro, Dia Mundial da Luta contra a Aids. Getty Images

Esse domingo marcou o dia mundial de luta contra a Aids. Como acontece todos os anos, vários eventos foram organizados para apresentar os avanços no combate à epidemia que, segundo as últimas estatísticas, atinge mais de 35 milhões de pessoas no mundo. A Organização Mundial da Saúde aproveitou a data para lançar uma campanha de sensibilização voltada para o público adolescente, grupo considerado vulnerável e que já representa mais de 2 milhões de contaminados no planeta.

Publicidade

Os recentes relatórios divulgados pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e pela Unaids (Agência das Nações Unidas sobre HIV/AIDS), constatam que o número de mortos e infecções causados pela epidemia continua em queda, com uma redução de cerca de 30% na última década. No entanto, se em regiões como a América Latina e a África os resultados são animadores, em outras partes do mundo, como no Oriente Médio e na Ásia Central, além de alguns países do leste europeu, o total de novas infecções e mortes causadas pelo vírus não para de crescer.

Outro dado preocupante é o aumento da contaminação entre os mais jovens. De acordo com a OMS, mais de dois milhões de pessoas entre 10 e 19 anos de idade vivem atualmente com o vírus HIV. Enquanto as mortes causadas pela doença tem diminuído nas estatísticas gerais, entre os adolescentes a curva é ascendente, com um aumento de 50% de vítimas fatais na última década.

Considerado vulnerável e de alto risco, esse grupo nem sempre é visto como prioritário pelas políticas públicas de saúde. Segundo Marco Antônio de Ávila Vitória, médico do departamento HIV/AIDS da OMS em Genebra, uma em cada sete novas infecções no mundo ocorrem entre adolescentes. Além disso, apenas um pequeno número de jovens infectados pelo vírus (entre 10 e 15%) tem conhecimento de seu estado sorológico.

Visando alertar para esse contexto, a OMS lançou uma campanha de sensibilização sobre o problema. Clique acima em Ouvir para conferir a entrevista.

Assista o vídeo realizado pela OMS em sua campanha de sensibilização voltada para os jovens. 

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.