EUA/Justiça

EUA realizam hoje última execução do ano

Em 17 de dezembro de 2013, EUA realizam última execução do ano de um condenado à morte.
Em 17 de dezembro de 2013, EUA realizam última execução do ano de um condenado à morte. clix/stockxchange

Johnny Dale Black, 48, deve ser executado às 18 horas [horário local] na Penitenciária do Estado de Oklahoma. Ele é acusado de ter matado a facadas um homem de 54 anos em 1998.

Publicidade

Johnny Dale Black passou os últimos 14 anos no corredor da morte e há alguns dias teve seu pedido de clemência rejeitado. Em janeiro de 1998, ele assassinou a facadas Bill Pogue, de 54 anos. Black disse que o crime ocorreu durante uma briga que também envolvia outros homens e que ele não tinha certeza de ter desferido o golpe fatal.

Durante a audiência para pedir perdão, Black se desculpou e pediu que a sua pena fosse convertida em prisão perpétua sem direito à liberdade condicional. A família da vítima, porém, pediu que o pedido fosse rejeitado. Por 4 votos a 1, a comissão encarregada de julgar o caso manteve a pena capital. Ele será o 39° preso executado esse ano nos Estados Unidos, segundo o Death Penalty Information Center.

Na semana passada, o Estado de Oklahoma também executou com injeção letal Ronald Clinton Lott, 53, acusado de estuprar e matar duas idosas nos anos 80. O DNA dele foi encontrado nas evidências e impediu que um homem inocente fosse morto. Robert Lee Miller Jr. tinha inicialmente confessado o crime e ficou 11 anos preso, sete deles no corredor da morte.

Em 2014, mais 23 execuções podem acontecer nos EUA. Desde 1976, 1358 condenados a morte foram executados no país. Em Oklahoma, os condenados são executados com uma injeção letal.

 *Colaboração da correspondente da RFI em Washington Raquel Krähenbühl.

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.