Acessar o conteúdo principal
África/EUA

Ebola deve dominar primeiro dia do encontro entre a África e os EUA

Cartaz da Cúpula dos Estados Unidos e da África em Washington.
Cartaz da Cúpula dos Estados Unidos e da África em Washington. AFP PHOTO/Paul J. Richards
Texto por: RFI
2 min

Começa nesta segunda-feira (4), em Washington, a primeira cúpula África - Estados Unidos. O encontro tem como objetivo reforçar os laços econômicos. 

Publicidade

Esse encontro deveria servir de vitrine para mostrar a África como um celeiro de oportunidades para os investidores americanos, mas um velho conhecido do continente - o vírus Ebola- vai roubar a cena nesses três dias de cúpula. A epidemia já matou 729 pessoas e 1300 casos já foram confirmados desde março.

Libéria, Guiné Conacri e Serra Leoa são, até o momento, os únicos países atingidos. Justamente por causa do avanço da doença, os presidentes de Serra Leoa, Ernest Bai Koroma, e sua homóloga da Libéria, Ellen Johnson Sirleaf, não viajaram a Washington. Mas, na chegada aos Estados Unidos, as delegações desses países foram submetidas a um controle sanitário.

Segundo especialistas da OMS, a epidemia, que já foi considerada como "fora de controle", deve chegar em breve aos países vizinhos, o que pôs em alerta os cerca de 40 chefes de Estado que participam desse encontro.

Assuntos estratégicos

Para além do ebola, a cúpula também deve servir para discutir temas estratégicos. O continente africano deve registrar um crescimento de 5,8% neste ano, segundo o FMI, e os Estados Unidos querem ampliar a participação nesse mercado. O país aparece apenas como terceiro colocado como parceiro comercial da África, atrás da União Europeia, que lidera as trocas comerciais, e a China.

Os EUA prometem uma ofensiva econômica no continente, mas a questão de direitos humanos também deve ser incorporada à agenda comercial.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.