Acessar o conteúdo principal
Reportagem

Apesar de abstenção de 62%, 3.346 eleitores brasileiros votaram em Paris

Áudio 02:29
A eleitora brasileira Ana Paula Hermann registrou sua participação na eleição presidencial em Paris, neste domingo (5).
A eleitora brasileira Ana Paula Hermann registrou sua participação na eleição presidencial em Paris, neste domingo (5). Ana Paula Hermann/Creative Commons
Por: Daniella Franco
7 min

O voto para o primeiro turno das eleições presidenciais brasileiras em Paris terminou às 17h do local (meio-dia do horário de Brasília). Apesar de registrar um aumento importante na inscrição do número de eleitores, a abstenção foi a grande surpresa na França: 62%. A RFI foi até o local de votação conversar com os eleitores.

Publicidade

Apenas 3.346 eleitores brasileiros votaram neste domingo (5) na capital francesa, mas com a possibilidade de escolher apenas o presidente, a exemplo de todos os eleitores no exterior. O Consulado Geral do Brasil em Paris, que registrou um aumento de 123% no número de inscrições em relação a 2010, chegou a mudar o local de votação para criar mais seções e acolher os votantes.

Em 2010, o número de eleitores brasileiros na França era de 3.947. Destes, 2.150 votaram no primeiro turno. Este ano, o Consulado informou que o número de votantes em território francês era de 8.807.

“Foi fácil, ótimo, tranquilo e não teve nenhum problema”, elogiou a eleitora Marcy Hosken Portes, que veio de Martigues, no sul da França. Essa foi a terceira vez que ela votou na capital francesa. Um processo que Marcy define como “uma festa”. “Eu adoro votar, mas eu quero que continue como está, não quero que nada mude”, diz a eleitora sobre a manutenção do atual governo.

O voto no exterior

Para a eleitora Ana Frederica Tamburus Burim é essencial escolher seus governantes, mesmo estando longe do Brasil. “É uma forma de opinar e participar deste processo democrático importante”, explica, reiterando que é a segunda vez que participa da votação na capital francesa.

Já a eleitora Julita Moreira de Lima acredita que votar no exterior é uma forma de manter os laços com o Brasil. “É mostrar que fazemos parte de nosso país mesmo estando longe, que estamos sempre pensando em nosso povo, seja em Paris ou onde quer que estejamos”, ressalta Julita Hellen Moreira de Lima.

Novo local de votação

Até 2010, as eleições para presidente na França eram realizadas no Consulado Geral de Paris, no 8° distrito da capital francesa. As autoridades consulares decidiram mudar o local de votação para o Espace Cléry, na rua Cléry, n°17, no 2° distrito. O Consulado alugou o espaço, maior em relação a suas instalações, e aumentou de 11 para 22 o número de seções.

O aumento do espaço e a abstenção resultaram na rapidez para votar. Muitos eleitores elogiaram a organização, a transferência do local e o aumento do número de seções. Das 8h da manhã às 17h, raramente filas de espera foram registradas no Espace Cléry. “Pude votar tranquilamente, não aguardei muito tempo e tudo foi muito bem organizado”, constatou a eleitora Ana Maria Calixto de Oliveira.

Aécio vence em Paris

O candidato do PSBD, Aécio Neves, venceu o primeiro turno das eleições na capital francesa, com 37% dos votos (total de 1.170). Em segundo lugar, ficou Dilma Rousseff, do PT, com 30,5% (961 votos) e Marina Silva, do PSB, com 23% (739 votos). Já 134 eleitores votaram em branco e 66 votos foram nulos.

O resultado em Paris destoou do resto do Brasil, onde Dilma chegou em primeiro lugar com 40,3%, seguida por Aécio, com 35% e Marina, com 21% (dados informados na noite deste domingo pelo Tribunal Superior Eleitoral, com 90% das urnas apuradas).

O eleitor Carlos Augusto estava mais dentro da tendência brasileira e não fez rodeios para esconder seu voto: “Acho que Dilma é uma boa candidata, não só por sua trajetória pessoal como política. E essa escolha eu já faço há mais de dez anos”, assinala.

354 mil eleitores no exterior

Mais de 354 mil eleitores brasileiros participam das eleições fora do Brasil, de acordo com o Tribunal Superior Eleitoral. Embora a França contabilize de 45 a 60 mil brasileiros em situação regular em seu território, o número de eleitores ainda é pequeno se comparado aos Estados Unidos (que têm cerca de 112 mil eleitores brasileiros) e ao Japão (com mais de 30 mil eleitores brasileiros).

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.