Acessar o conteúdo principal

Morre em Nova York 2ª criança por doença inflamatória ligada à Covid-19

Cientistas pesquisam o porquê do coronavírus ser mais leve em crianças.
Cientistas pesquisam o porquê do coronavírus ser mais leve em crianças. REUTERS - Mohamed Abd El Ghany
Texto por: RFI
2 min

Uma criança de cinco anos morreu no estado de Nova York de uma doença inflamatória com sintomas semelhantes à doença de Kawasaki, possivelmente relacionada à Covid-19, disse o governador do estado de Nova York nesta sexta-feira (8). De acordo com a TV CBS, uma segunda criança de sete anos morreu na semana passada em um subúrbio de Nova York com sintomas semelhantes.

Publicidade

Atualmente, há 73 casos desses sintomas em crianças no estado de Nova York, e os serviços de saúde do estado estão investigando a morte do menor de cinco anos, bem como outros casos, disse o governador Andrew Cuomo.

"Houve pelo menos uma morte como resultado disso, e pode haver outras que estamos investigando", acrescentou, apresentando uma lista de sintomas para os quais os pais são encorajados a buscar ajuda médica.

Nas últimas duas semanas, dezenas de casos foram notificados nos Estados Unidos, mas também na França, Reino Unido, Itália e Espanha de crianças afetadas por esses sintomas perto de uma condição rara, a doença de Kawasaki. A ligação com a Covid-19 não está formalmente estabelecida, mas os cientistas consideram provável.

Na própria cidade de Nova York, as autoridades da cidade disseram na terça-feira que 15 crianças haviam sido hospitalizadas com sintomas semelhantes, incluindo erupção cutânea, dor abdominal, vômito ou diarreia. Quatro deram positivo para coronavírus, e seis desenvolveram anticorpos sugerindo infecção anterior.

Casos também em Londres

Em um artigo publicado na quarta-feira pela revista médica The Lancet, médicos britânicos descreveram os primeiros oito casos de crianças em Londres, uma das quais morreu.

Descrita pela primeira vez em 1967 no Japão, a doença de Kawasaki afeta principalmente crianças pequenas. Sua origem não é conhecida com precisão e pode misturar fatores infecciosos, genéticos e imunológicos.

Antes do início desses casos, a doença da Covid-19 era conhecida por se desenvolver de forma severa em crianças apenas de forma excepcional. A doença, e suas síndromes respiratórias agudas por vezes fatais, pareciam atacar principalmente idosos e adultos com fatores de risco como diabetes, pressão alta, sobrepeso, insuficiência cardíaca ou respiratória.

Mas, à medida que a pandemia progride, os cuidadores estão descobrindo novas características e complicações relacionadas ao novo coronavírus.

 A morte anunciada por Cuomo vem à medida que a epidemia vem diminuindo lentamente desde meados de abril no estado de Nova York, que tem sido seu epicentro nos Estados Unidos.

O coronavírus já infectou mais de 330.000 pessoas e matou mais de 20.000 pessoas - incluindo 216 na quinta-feira - no estado de cerca de 20 milhões de pessoas.

"Seria muito doloroso" se a ligação com a Covid fosse confirmada, ressaltou o governador. "Muitas pessoas estavam se consolando, pensando que as crianças não estavam sofrendo desse vírus", "é o pesadelo de todos os pais", acrescentou.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.