Acessar o conteúdo principal

Trump evoca pela primeira vez adiamento nas eleições presidenciais dos EUA

Donald Trump na Casa Branca em 15 de junho de 2020.
Donald Trump na Casa Branca em 15 de junho de 2020. REUTERS/Leah Millis
Texto por: RFI
2 min

Donald Trump lançou nesta quinta-feira (30) uma "bomba" no Twitter. O presidente norte-americano mencionou, pela primeira vez, um possível adiamento das eleições presidenciais nos Estados Unidos, evocando, segundo ele, os “riscos de fraudes” ligadas a seu nome durante a epidemia de Covid-19 no país. A gestão da crise sanitária pelo governo Trump é contestada não apenas por democratas, mas também por parte do eleitorado republicano.

Publicidade

"Com uma votação pelos Correios (...) 2020 será a eleição mais imprecisa e fraudulenta da história", tuitou o polêmico bilionário em sua conta do Twitter nesta quinta-feira (30). "Será uma verdadeira vergonha para os Estados Unidos. Adiar a eleição até que as pessoas possam votar normalmente, com segurança???", acrescentou.

Somente o Congresso dos Estados Unidos tem o poder de decidir sobre o adiamento de uma eleição presidencial. Vários estados norte-americanos querem tornar a votação por correio mais acessível, a fim de limitar ao máximo a propagação do Covid-19. Muitos deles autorizam e preferem esse sistema de votação há anos e não relataram nenhum problema grave, além de incidentes isolados.

Durante várias semanas, Donald Trump, que enfrenta pesquisas desfavoráveis, não deixa de ameaçar a população com o espectro de uma possível fraude maciça o pleito previsto para ser realizado em novembro. Seus comentários sobre esse assunto levaram o Twitter a relatar, pela primeira vez, um de seus tweets como enganoso, no final de maio de 2020.

Joe Biden disse em abril que Trump tentaria adiar a eleição

No final de abril, seu oponente democrata Joe Biden previu que o bilionário faria o possível para mudar a data da votação. "Lembre-se do que lhe digo, acho que ele tentará adiar as eleições de uma maneira ou de outra, encontrando razões pelas quais elas não podem ocorrer", lembra a revista francesa L’Express.

Alguns dias depois, Donald Trump, entrevistado durante uma coletiva de imprensa na Casa Branca, rejeitou categoricamente essa hipótese. "Eu nunca pensei em mudar a data (...) Por que eu faria isso?", Ele respondeu, referindo-se à "propaganda" do campo democrata.

O tweet presidencial que evoca a possibilidade de adiamento da eleição foi enviado alguns minutos após o anúncio de uma queda histórica no Produto Interno Bruto dos Estados Unidos no segundo trimestre (-32,09%) sob o efeito da pandemia de Covid-19 .

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.