Acessar o conteúdo principal
Oriente Médio

Rapto de soldado israelense em Gaza completa quatro anos

Homenagem ao soldado israelense ao soldado Gilad Shalit.
Homenagem ao soldado israelense ao soldado Gilad Shalit. Foto: REUTERS
Texto por: RFI
2 min

Vários eventos marcam, nesta sexta-feira, em Israel o quarto aniversário do sequestro do soldado Gilad Shalit, mantido em cativeiro pelo Hamas em Gaza sem nenhum contato com o mundo exterior.

Publicidade

Em Haifa, no norte de Israel, milhares de balões serão lançados para pedir a libertação de Shalit. Em Tel-Aviv, um comboio de motos carregando retratos do soldado passará diante das embaixadas dos países que integram o Conselho Permanente de Segurança das Nações Unidas (Estados Unidos, Rússia, França, China e Inglaterra). No domingo, uma marcha organizada pela família do soldado raptado sairá do norte de Israel em direção à casa do premiê israelense, Benjamin Netanyahu.

A mobilização pela libertação de Shalit também acontece no exterior. O pai do soldado, Noam Shalit, participou na quinta-feira à noite em Roma de uma cerimônia simbólica diante do Coliseu. Durante o ato, as luzes do monumento foram apagadas para exigir a libertação do soldado. O pai do jovem Shalit, de 23 anos, fez um apelo à comunidade europeia e internacional a fazer pressão sobre o Hamas para que liberte o seu filho. Noam Shalit lembrou que seu filho é um "cidadão europeu", pois possui passaporte francês e foi declarado cidadão "honorário" de Roma.

Segundo uma pesquisa de opinião divulgada hoje em Jerusalém, três quartos dos israelenses são favoráveis a uma troca de centenas de prisioneiros palestinos contra o soldado Shalit, mesmo se isso implicar a libertação de pessoas acusadas de assassinato. Mas a maior parte dos observadores da política israelense duvida que Netanyahu esteja disposto a aceitar uma troca desse tipo. Israel e o Hamas, que controla a faixa de Gaza, acusam-se mutuamente pelo fracasso das últimas negociações para a troca de prisioneiros realizadas com a mediação do Egito e da Alemanha.

 

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.