França/Autoridade Palestina

"A colonização tem que parar", afirma Sarkozy

O presidente da Autoridade Palestina, Mahmoud Abbas, junto com o presidente Nicolas Sarkozy em Paris.
O presidente da Autoridade Palestina, Mahmoud Abbas, junto com o presidente Nicolas Sarkozy em Paris. Reuters

 O presidente da Autoridade Palestina, Mahmoud Abbas, passa dois dias na capital francesa. Ele se reuniu hoje com o presidente Nicolas Sarkozy, doze horas depois do fim da moratória sobre a construção de assentamentos judaicos na Cisjordânia.  

Publicidade

"A França apoia o presidente Abbas, porque não há outra alternativa. E digo, diante do presidente Mahmoud Abbas, que a colonização tem que parar".

 Com essas palavras, o presidente Nicolas Sarkozy resumiu a posição da França em relação à construção de novos assentamentos na Cisjordânia. Nesta segunda-feira, em Paris, Sarkozy e o presidente da Autoridade Palestina, Mahmoud Abbas, discutiram temas da agenda franco-palestina e estratégias para manter de pé as negociações de paz patrocinadas pela Casa Branca.

Abbas desembarcou na capital francesa na noite de domingo, poucas horas antes do fim da moratória, suspensa à meia noite. A França, assim como boa parte da comunidade internacional, deseja que Israel renove o congelamento de projetos imobiliários em território palestino. Sarkozy lamentou que Israel não tenha prolongado a moratória sobre a colonização na Cisjordânia.

O presidente francês cobrou ainda uma participação mais ativa da União Europeia e da União para o Mediterrâneo nas negociações de paz entre israelenses e palestinos. O presidente francês disse que há um problema no método empregado pelos Estados Unidos para negociar com os dois lados.

Segundo um porta-voz de Abbas , o presidente da Autoridade Palestina irá consultar os governos árabes antes de decidir se continua com o diálogo direto com Israel. Os países da Liga Árabe têm uma reunião marcada para o dia 4 de outubro.

 

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.