Nobel/Química

Um americano e dois japoneses ganham Nobel de Química

O americano Richard Heck  e os japoneses Ei-ichi Negishi e Akira Suzuki ganharam o prêmio Nobel de Química em 2010.
O americano Richard Heck e os japoneses Ei-ichi Negishi e Akira Suzuki ganharam o prêmio Nobel de Química em 2010. Reuters/Janerik Henriksson/Scanpix Sweden

A descoberta de um catalisador de moléculas de carbono possibilitou a síntese de substâncias eficazes contra um tipo de câncer do intestino.

Publicidade

O prêmio Nobel de Química 2010 foi atribuído neste ano para o americano Richard Heck, 79 anos, e dois cientistas japoneses : Ei-ichi Negishi, 75 anos e Akira Suzuki, 80 anos. Os três laureados foram recompensados pelo desenvolvimento de um catalisador de moléculas de carbono, que facilita a ligação entre os átomos.

A reação química, explica o comunicado da academia sueca, é utilizada em pesquisas, na indústria eletrônica e na produção de medicamentos. A descoberta permitiu a síntese de uma substância, retirada de um invertebrado marinho das Filipinas, eficaz contra as células de um tipo de câncer do intestino. A mesma substância também é encontrada numa esponja marinha italiana, utilizada contra o herpes.

Segundo o comunicado divulgado pela Real Academia de Ciências Sueca, “a humanidade quer novos medicamentos para tratar o câncer ou conter os efeitos devastadores de vírus mortais no corpo humano, a indústria eletrônica busca substâncias emissoras de luz e a indústria agrícola quer substâncias capazes de proteger as colheitas."

O prêmio atribuído aos cientistas é de 10 milhões de coroas suecas, que corresponde a 1,5 milhão de dólares e será dividido entre os três vencedores.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.