Itália/Afeganistão

Itália quer retirar seus soldados do Afeganistão a partir de 2011

Chegada a Roma dos corpos dos quatro soldados mortos em uma emboscada neste final de semana no Afeganistão.
Chegada a Roma dos corpos dos quatro soldados mortos em uma emboscada neste final de semana no Afeganistão. Reuters

A morte de quatro soldados italianos no último fim de semana no Afeganistão relançou o debate sobre a participação da Itália na missão da OTAN. O país é um dos maiores contribuintes europeus à Força Internacional de Assistência e Estabilização do Afeganistão (Isaf), com 3 mil homens.

Publicidade

Segundo o ministro das Relações Exteriores da Itália, Franco Frattini, a retirada das tropas italianas do Afeganistão vai começar em meados de 2011, em coordenação com os países aliados que formam a coalizão da OTAN. Em uma entrevista ao jornal italiano La Reppublica, Frattini apresentou o calendário em estudo. As tropas italianas começariam a voltar para casa a partir de junho do ano que vem, numa retirada progressiva que deverá estar concluída no final de 2014.

A pressão sobre o governo do primeiro-ministro Silvio Berlusconi aumentou, desde o último fim de semana, com a morte de quatro soldados italianos numa emboscada armada pelos talibãs. Em uma mensagem endereçada a todas as famílias de militares mortos em combate, Frattini disse que eles "não foram enviados para uma missão impossível, fadada ao fracasso". Três mil soldados italianos combatem os talibãs e extremistas islâmicos no Afeganistão.

Os funerais dos quatro soldados aconteceram em clima de forte emoção nesta terça-feira, na basílica de Santa Maria dos Anjos, em Roma. As imagens foram transmitidas ao vivo pela televisão. Revoltados, alguns familiares das vítimas atacaram autoridades presentes na cerimônia, como o presidente italiano, Giorgio Napolitano, e o ministro da Defesa, Ignazo La Russa. Silvio Berlusconi não compareceu porque se recupera de uma cirurgia na mão.

Em sinal de luto pela morte dos soldados, as equipes de futebol italianas decidiram usar braçadeiras pretas nos próximos jogos do campeonato nacional.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.